26 de jun de 2018

[ Resenha ] A Mulher Da Cabine 10 - Ruth Ware.

Título: A Mulher Da Cabine 10.
Autora: Ruth Ware.
N° de Páginas: 320.
Editora: Rocco,
Comprar: Rocco, Amazon.

Sinopse: Aclamado pela crítica e há mais de 30 semanas na lista dos mais vendidos do The New York Times, A mulher na cabine 10 estabelece de vez Ruth Ware como um dos grandes nomes do suspense contemporâneo, na melhor tradição de Agatha Christie. No livro, uma jornalista de turismo tenta se recuperar de um trauma quando é convidada para cobrir a viagem inaugural de um luxuoso navio. Mas, o que parecia a oportunidade perfeita para se esquecer dos recentes acontecimentos acaba se tornando um pesadelo quando, numa noite durante o cruzeiro, ela vê um corpo sendo jogado ao mar da cabine vizinha à sua. E o pior: os registros do navio mostram que ninguém se hospedara ao seu lado e que a lista de passageiros está completa. Abalada emocionalmente e desacreditada por todos, Lo Blacklock precisa encarar a possibilidade de que talvez tenha cometido um terrível engano. Ou encontrar qualquer prova de que foi testemunha de um crime e de que há um assassino entre as cabines e salões luxuosos e os passageiros indiferentes do Aurora Boreal.





Laura Blacklock é uma jornalista de turismo que acaba de receber uma excelente chance de subir na sua carreira. Poucos dias antes de embarcar na estreia do cruzeiro luxuoso Aurora Boreal, Lo - Laura -  acaba sofrendo um assalto no seu apartamento e, com o psicológico totalmente devastado, ela resolve embarcar no cruzeiro.

Aurora Boreal, é um cruzeiro de luxo, com apenas 10 cabines, cada uma delas é batizada com um nome histórico. Para esta primeira viagem ele tem como convidados vários jornalistas, fotógrafos e pessoas da alta sociedade. Tudo corria quase bem (o primeiro evento no navio tinha acabado), até Lo ser acordada por um barulho na cabine ao lado da sua, como se algo tivesse caído no mar. Assustada, vai para a varanda da sua cabine e avista um corpo no mar, bem como sangue na varanda ao lado.

" Então ouvi uma coisa alguma coisa batendo na água.
E não era nada pequeno.
Não, o barulho na água era de uma coisa grande.
O tipo de um barulho que faz um corpo jogado na água."
A mulher da cabine 10 é um Thriller que ao longo das páginas engata num romance, mas no decorrer dos capítulos se percebe que a autora quis apresentar mais que apenas um suspense do tipo "quem morreu?" ou " quem matou quem?". Lo é uma protagonista que sofre com problemas psicológicos e, após o assalto no seu apartamento, tudo fica mais complicado, piorando com o corpo no mar e o sangue. Ela acaba duvidando de si mesma, do que viu ou ouviu.

" Mas eu tinha quase certeza -quase certeza absoluta- de que ela era a mulher da cabine 10. "

Um livro narrado em primeira pessoa, com uma trama envolvente, tendo um começo arrastado, mas uma evolução agonizante. Lo em todo momento tenta achar uma pista ou um culpado para o que acha que aconteceu. Em um navio no meio do nada, tendo como acompanhantes pessoas que são consideradas suspeitas, em quem confiar?

É totalmente impossível não desconfiar de todos a bordo, e mais difícil ainda é não bancar a detetive e tentar solucionar tudo antes mesmo da protagonista (meu caso, haha!). Um livro angustiante e claustrofóbico, com um final não tão grandioso quando poderia ser. Com grandes reviravoltas " A mulher da cabine 10 " me deu mais vontade de ler thrillers e também conhecer outras obras da autora♡. Super recomendo.